+55 92 3345-7031
Português France Italian English Spanish

As tradições da Páscoa na França

As tradições da Páscoa na França

Conheça  algumas das tradições da Páscoa na França e também algumas diferenças em relação à Páscoa no Brasil

Depois do Natal, a Páscoa é a grande data religiosa cristã do mundo. E, assim como ele, sua comemoração acaba envolvendo os não-cristãos e os não-religiosos e apresentando variações de país para país. Mesmo dentro da França, há algumas diferenças de região para região. Veja abaixo algumas tradições da Páscoa na França

Tradições e diferenças

  • A Sexta-feira da Paixão ou Sexta-Feira Santa – dia em que Jesus foi crucificado e morreu na cruz – não é feriado na maior parte da França. Exceção para os Départements et régions d’outre-mer – os territórios além mar pertencentes à República Francesa: Guadalupe, Martinica, Guiana Francesa, Reunião e Mayotte – e para a região da Alsácia.
  • O feriado de Páscoa na França é na segunda-feira seguinte ao domingo de Páscoa, chamada de Lundi de Pâques (Segunda-feira de Páscoa). Esse é o primeiro dia após a semana da Paixão de Cristo. Um dia que inaugura novos tempos de paz e alegria. Os alsacianos, sortudos, têm então dois feriados de Páscoa: um na sexta e outro na segunda.

          

         

          

  • No Domingo de Páscoa acontece a caça aos ovos, feita especialmente para as crianças. A origem do ovo como símbolo da Páscoa têm muitas explicações conceituais e práticas:
    • Já no Egito antigo o ovo representava a fertilidade, a renovação e a eclosão da vida. E, tanto os egípcios, quanto os persas e os romanos já ofereciam ovos uns aos outros nessa época do ano, que coincide com o início da primavera.
    • Na Idade Média, durante a quaresma, os cristãos não comiam ovos. Então o que fazer com todos os ovos botados durante esses 40 dias? Decorá-los e oferecê-los como presente para comemorar o fim das privações e o renascimento de Cristo.
  • Em algumas regiões da França é dito às crianças que são os sinos das igrejas que trazem os ovos de Páscoa. Em respeito ao martírio e à morte de Cristo, os sinos não tocam de quinta-feira ao sábado da semana santa. Foi criada então a lenda de que, nesses dias, os sinos viajam para Roma a fim de serem abençoados pelo Papa e, no seu retorno na madrugada do domingo de Páscoa, eles deixam cair os ovos pelo caminho.

          tradições da Páscoa na França

         Um antigo cartão de “Boa Páscoa” mostrando o sino despejando os ovos no caminho de volta de Roma.

  • O prato principal típico no almoço de Páscoa é o cordeiro. Uma referência à Jesus, cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo. O cordeiro e a ovelha sempre foram também símbolos de pureza, inocência e justiça.
  • Na Segunda-Feira de Páscoa o costume é fazer um piquenique em família.

 

O Dia de Ramos - Fête des Rameaux

 

O Dia de Ramos (Fête des Rameaux) é o último domingo antes da Páscoa e o início da Semana Santa. Esse dia marca a entrada de Jesus em Jerusalém. 

Aclamado como Herói, Jesus foi recebido por uma multidão que gritava e agitava ramos de palmas e ramagens. Essas ramagens se tornaram o símbolo de imortalidade e de glória. Neste dia, o padre abençoa os ramos, que serão colocados nas tumbas ou nas casas.

(Ritual da abertura das portas da Notre-Dame no Domingo de Ramos)

 

Na Catedral de Notre Dame, neste ano de 2017, na sexta-feira dia 14/04 de 10:00 às 17:00hs, houve a veneração da coroa de espinhos e o Ofício da Paixão às 18:30 com o arcebispo.

No sábado, dia 15/04, houve uma Vigília Pascoal de 21:00 às 23:45 hs.

No domingo, missas de Páscoa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Confira os roteiros da missa na Catedral de Notre Dame:

 

Notre-Dame de Paris - 

  • 8h15 : sonnerie du Petit Solemnel 
  • 8h30 :  Messe de l'Aurore (Missa)
  • 9h30 :  Laudes solennelles de Pâques
  • 9h45 : sonnerie du Grand Solemnel
  • 10h :  Messe grégorienne de la Résurrection (Missa)
  • 11h15 : sonnerie du Grand Solemnel
  • 11h30. Messe solennelle de la Résurrection (Missa)
  • 12h15 : sonnerie du Petit Solemnel
  • 12h45 : Messe de la Résurrection (Missa)
  • 17h30 : Sonnerie des vêpres solennelles de Pâques
  • 17h45 : Vêpres solennelles de Pâques
  • 18h15 : Sonnerie du Grand Solemnel
  • 18h30 : Messe solennelle de la Résurrection.(Missa)

 

Sacre-Coeur, 18ème - 

 

  • 7h :  Missa
  • 9h : office du matin (Laudes).
  • 11h : Missa
  • 16h : vêpres solennelles.
  • 18h : Missa
  • 21h30 : office des Complies.
  • 22h : Missa
  • 22h30 : fermeture de la basilique.

 

Páscoa ou Domingo da Ressurreição é uma data que celebra a ressurreição de Jesus ocorrida três dias depois da sua crucificação no Calvário, conforme o relato do Novo Testamento. É a principal celebração do ano litúrgico cristão e também a mais antiga e importante festa cristã.

data da Páscoa determina todas as demais datas das festas móveis cristãs, exceto as relacionadas ao Advento. O domingo de Páscoa marca o ápice da Paixão de Cristo e é precedido pela Quaresma.

Já para a civilização cristã, a palavra “Páscoa” tem origem na palavra hebraica “Pessach” que significa “passagem” pois celebra o renascimento de Jesus Cristo e sua ascensão ao céu dois dias depois da sua morte na cruz (sexta-feira santa). 

A Europa foi o berço do Cristianismo, e mesmo após a revolução francesa, onde houveram muitos conflitos religiosos e muitas guerras aconteceram no intuito de acabar com todas as igrejas cristãs. (Tanto igrejas católicas quanto protestantes), porém as tradições francesas ainda seguem seu ritmo padrão tradicional, firme até hoje, e tem seus fiéis adéptos, de geração em geração, e até hoje o catolicismo ainda é a religião predominante na França.  catolicismo romano tem sido a religião predominante na França há mais de um milênio, embora não seja tão ativamente praticado hoje como era antes. Uma pesquisa realizada pelo jornal católico La Croix descobriu que, enquanto em 1965, 81% dos franceses se declaravam como católicos, em 2009 essa proporção era de 64%. Além disso, embora 27% dos franceses ia à missa uma vez por semana ou mais em 1952, apenas 4,5% o fizeram em 2006; 15,2% assistiam à missa pelo menos uma vez por mês. O mesmo estudo constatou que os protestantes responderam por 6% da população, um aumento em relação às pesquisas anteriores e 5% seguiam outras religiões, sendo que os restantes 28% declarando que não tinham nenhuma.

Embora tenham acontecido muitos escândalos dentro do vaticano, muitas igrejas católicas e protestantes tenham fechado suas portas, isto não foi suficiente para ofuscar o real sentido e a beleza do motivo da Páscoa. Isto ainda é muito forte na França, faz parte de sua história e cultura.

JOYEUSE PÂQUES!

 

 

 

 

 

  Veja Mais